A Arte e a Subjetividade

A arte tem sempre um conteúdo Subjetivo – algo que atende nossas necessidades abstrativas, algo que não compreendemos de primeira mão, mas sabemos que nos agrada.

joker

      Com certeza todo mundo já se perguntou ao menos uma vez na vida: Por que o ser humano criou e continua criando arte!? Podemos partir de vários aspectos sociais, econômicos, religiosos, mas principalmente psicológicos.  A arte, mesmo quando não intencional, é um veículo subjetivo e é por ser subjetiva que a Arte é capaz de completar o ser humano de uma forma tão única. Podemos dizer que até mesmo a pessoa mais insensível pode ser passível de ser acometida por essa sensação.

2012-31

      A arte é algo maravilhoso. Apenas aqueles que a compõem sabem o que se passava enquanto a criavam, mas jamais saberão quantas reações diferentes aquela arte ocasionará. Em contrapartida, o observador apenas pode supor o que o compositor estava pensando, mas sua observação também é única e inestimável. A compreensão é reflexo do ser mais íntimo do ser humano em determinados momentos e demonstram o quão longe ele pode ir em sua percepção, dependendo de um conjunto de fatores subjetivos. Posteriormente, tanto criador quanto observador terão visões diferentes, embora o objeto de estudo seja o mesmo e imutável.

leonard cópia

     Mas, então, se pensar bem, atualmente temos muitas formas de expressar arte. Nosso subjetivo é tão carente assim de estímulos?

     Pense um pouco consigo mesmo e analise se o “eu” de hoje e agora é o mesmo “eu” de ontem ou anteontem. Somos seres em constante mudança, que se renovam e reciclam em ideias e sabores todos os momentos. Toda nova visão te muda um pouco mesmo que não conscientemente.

     Então, se pensar bem, somos tão plurais, tão ímpares em nossos íntimos pensamentos que apenas uma forma de arte não iria satisfazer as nossas necessidades. Por isso, comumente dizemos: 

“Essa canção fez parte da minha infância!”

“Adorava olhar as fotos na casa da minha avó!”

“Eu gostava muito de pintar quando mais novo, hoje só escrevo!”

    Temos etapas e fases. Para cada uma delas, parte do nosso “eu interior” anseia por ser saciado com um pouco do inexplicável, porém imprescindível,  sabor da Arte.

E você? Anda satisfazendo seu lado mais subjetivo!?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s