É Yaoi ou BL?

E-Ele me ama!? Mas… mas nós dois somos homens! – discurso comum de todo protagonista de BL

Continuando as postagens explicando gêneros de mangá, hoje temos o gênero BL (popularmente conhecido como Yaoi) :^)

Blood Honey - Ilustração por Yozakura Sakyou (Publicado pela Newpop)
Blood Honey – por Yozakura Sakyou (Publicado pela Newpop)

Boy’s Love (BL) é um termo usado para trabalhos focados em relacionamentos de homens x homens que são voltados para o público feminino, quase sempre contendo romances idealizados e sexo explícito entre bishounens (vide Shoujo e Josei – Parte 1 para uma definição ;D).

No final da década de 60 para a década de 70, muitas mulheres começaram a publicar quadrinhos independentes (doujinshis) como paródias, sempre mostrando seus personagens favoritos engajando em relações homoeróticas. Quando a ideia ficou muito popular,  autoras como Takemiya Keiko e Hagio Moto, que escreviam shoujo, lutaram para publicar séries mostrando romances idealizados entre rapazes como “Kaze to Ki no Uta” e “Thomas no Shinzou”. Ao contrário do que as editoras pensavam, as histórias viraram uma febre. A revista June começou a publicar várias histórias do tipo usando um estilo chamado tanbi (que eram muito bonitos e literários, mas super difíceis de ler). Esse shoujos se popularizaram a ponto de se tornarem histórias mais simples, que todos pudessem ler sem um dicionário. Daí então cresceu e se expandiu para outras mídias, e agora é publicado como Light novels, cd dramas, video-games, mangás, etc.

Thomas no Shinzou - Ilustração por Hagio Moto. Obrigada pela luta, Moto-sensei! :')
Thomas no Shinzou – Ilustração por Hagio Moto. (Obrigada pela luta, Moto-sensei!) 

Yaoi, um acrônimo para “Yamanashi, Ochinashi, Iminashi” (Sem sentido, sem clímax, sem significado), nasceu de uma brincadeira feita por fãs do gênero na década de 70, porque era assim que poderiam ser descritos a maioria dos doujinshis publicados na época (paródias homoeróticas de mangás shounen famosos).  Enquanto o lado ocidental adotou o termo yaoi, os japoneses tratam o gênero por BL (com a adorável pronúncia Bi-Éru).

"Call

Existem dois tipos de BL diferentes: os que contém cenas de sexo explícito (yaoi) e os que não contém (shounen-ai). No ocidente usamos os termos Shounen-ai e Yaoi abertamente, mas vocês sabiam que isso é uma ofensa? Hoje em dia, no Japão, o termo shounen-ai indica pedofilia e yaois são sempre associados com doujinshis mal-feitos da década de 70. Por isso no Japão o termo é sempre BL.

Fake (Sanami Matoh) e Finder na Hyouteki (Yamane Ayano) - Exemplos de Shounen-ai e Yaoi, respectivamente.
Fake (Sanami Matoh) e Finder na Hyouteki (Yamane Ayano) – Exemplos de Shounen-ai e Yaoi, respectivamente.

Uma coisa muito comum nos mangás yaoi é definirem seus protagonistas por UKE e SEME.

Kanou (seme) e Ayase (uke), protagonistas de Okane ga Nai (Tohru Kousaka)
Kanou (seme) e Ayase (uke), protagonistas de Okane ga Nai (Tohru Kousaka)

Seme  – é o parceiro cuja atitude é mais agressiva ou mais direta, aquele mais “masculino”. Geralmente é desenhado como mais alto e mais forte que o Uke.

Uke – é geralmente mais passivo e sensível, sempre caindo nas mãos dos semes. Pode ser desenhados como delicado e afeminado, quase feminilizado.

** Curiosidade: E quando os personagens trocam de posição? Alguns fãs do gênero chamam de Seke.

Man of Tango (por Tetuzoh Okadaya) - Quero ver quem adivinha quem é uke e quem é seme! xD
Man of Tango (por Tetuzoh Okadaya) – Quero ver quem adivinha quem é uke e quem é seme! xD

Além de demonstrar personagens masculinos desejando outros personagens masculinos, temas recorrentes no yaoi são personagens com muita diferença de idade, amor por algum parente, amor entre múltiplos parceiros, sexo não consensual ou em espaço público. Talvez pela herança do tanbi (idealizadamente belo), tudo isso é representado dentro de um  amor idealizado, de forma que, mesmo quando os ukes são agredidos, há um sentimentalismo envolvido e os personagens quase sempre acabam se apaixonando um pelo outro.

Koisuru Boukun (por Takenaga Hinako) - Ahh, a eterna briga, né, senpai?
Koisuru Boukun (por Takenaga Hinako) – Ahh, seu coração amoroso um dia vai perdoá-lo, né, senpai?

O gênero BL começou como uma extensão do Josei, mas hoje é uma categoria completamente diferente. O público alvo do BL ainda são as mulheres e muitos homens gays no Japão criticam ou tiram sarro dos relacionamentos surreais mostrados nesses mangás. Yamila Abraham, da Yaoi press, explica de outro modo: “Você não pode dizer que é ficção gay porque esses personagens são sensíveis como mulheres. Eles são emotivos, românticos, se expressam. Não são os homens tradicionais de modo algum”.

Tanto que é comum nas histórias shoujo/josei personagens demonstrarem uma grande amizade que parece homossexual, como o Conde D e o Leon em Petshop of Horrors, isso não classifica a história como yaoi. Histórias shoujo podem até ter relacionamento homoafetivos abertos, como Boy’s Next Door de Kaori Yuki e Zetsuai de Minami Ozaki. O que diferencia uma da outra então? As revistas em que são publicadas! Se uma história BL é publicada em uma revista shoujo, então… é um shoujo, oras.

Pet shop of Horrors (de Matsuri Akino) e Zetsuai (Minami Ozaki) - Mangás josei quase sempre confundidos com BL :3
Pet shop of Horrors (de Matsuri Akino) e Zetsuai (Minami Ozaki) – Mangás josei quase sempre confundidos com BL :3

Ah, só para vocês saberem: Shotacon e Bara não são gêneros do BL, viu? Como se originam de pornografia mesmo, são dois tipos completamente diferentes de mangá.

Esperamos que esse post tenha conseguido esclarecer suas dúvidas sobre esse gênero  tão conhecido de mangá e lhes apresentar verdadeiramente o gênero BL!

Espero que tenham gostado! Até outra postagem ;D

Salvar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s