Revista Picles “Só Mulherada!”

Como boas notícias andam mais devagar  temos que avisar quando temos boas notícias por aqui também, ano passado dois membros do Studio faziam parte do projeto de Sociologia em Quadrinhos da UFAL – Universidade Federal de Alagoas, e durante o projeto vários trabalhos foram enviados para concursos e para revistas em todo o país. Recentemente chegou em minhas mãos o exemplar da Revista Picles “Só Mulherada!”, onde tivemos participação com 2 páginas.

 

A revista Picles, em sua terceira edição, traz um álbum focado na representação da mulher nos quadrinhos e na sociedade. Com o título “Só Mulherada!”, o volume conta com 45 trabalhos variados desde ilustrações, tirinhas, páginas a cartoons, todos feitos apenas por mulheres. Um Lançamento da Editora Laços e produzido por Edições Waz – Worney Almeida de Souza, a revista também conta com o selo da AQC-ESP (Associação dos Quadrinistas e Cartunistas do Estado de São Paulo).

 

2014-02-25 19.02.35

 

Ao todo, 26 autoras foram convidadas para mostrar suas qualidades artísticas e emprestar à revista todo seu charme e talento. Compondo essa comitiva de autoras, temos: artistas plásticas, jornalistas, cartunistas, arquitetas, até donas de casa, o que comprova que a arte sequencial está bem enraizada em todas as camadas sociais femininas. Sendo elas: Natalia Forcat, Rose Araújo, Cristina Carnelós, Rosali Colares, Fabiana Menassi, Alessandra Gomes de Melo, Fernanda Leticia Ocanto Silveira, Heidy Keller, Thina Curtis, Mariana Waechter, Bia Kassar, Kellen Carvalho, Anita Costa Prado, Diana Helene, Vânia Machado, Regi Munhoz, Cynthia Bonacossa, Teresa Câmara Pestana, Carolina Mancini, Samie Carvalho, Maira Benedito, Camila Cysneiros, Flávia Tonelli e Aline Cruz.

 

2014-02-25 19.03.23

 

Os dois trabalhos enviados respectivamente são: A Sonhadora e A Vlogueira. Ambas tratam da mulher jovem atualmente, suas vontades e expectativas. Na tira A Sonhadora é mostrada uma adolescente estudante, fã de astros do cinema e da música, idealizando um homem que se compare aos seus ídolos pops e ainda assim ignora completamente as investidas amorosas de rapazes normais que não se adequem aos seus valores utópicos. Na tira A Vlogueira, uma jovem tentar montar um novo roteiro para um de seus vídeos, mas se questiona sobre os resultados de aceitação dos mesmos, visto que os comentários sempre se voltam a sua aparência e ao fato de “ser mulher”; os temas abordados parecem ser conteúdo exclusivo de “homens” – problemática que resulta na desistência da mesma, retornando aos temas “fúteis” como maquiagem e moda, pois estes sim seriam do “âmbito feminino”.

 

Natália, Cristina, Anita, Kellen, Carolina, Fabiana (em pé), Fernanda, Thina e Regi (abaixadas)

O trabalho busca não somente as reivindicações conhecidas femininas como também satisfaz a necessidade de trabalhos cuja produção tenha sido feita por mulheres quadrinistas, que não limitadas pelas bandeiras igualitárias, mostram domínio e sensibilidade sobre o tema e revelam seu potencial e qualidade gráfica nas páginas da revista.

arte 30.indd

O Lançamento da revista se deu primeiramente na loja da Comix de São Paulo no dia 18 de Janeiro e contou com a presença de parte das autoras. Outro lançamento foi realizado no dia 1° de Fevereiro de 2014, no evento 30° Prêmio Angelo Agostini, também com seção de fotos e autógrafos com as autoras que puderam comparecer, visto que algumas são de fora do país.

 

Com tiragem limitada, “Só Mulherada!” (52 páginas, tamanho 17 x 24 cm. P&B, lombada canoa, preço de capa de R$19,90).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s