Concurso Ateísmo: Marca da Fantasia

“Os deuses são a encarnação do que nunca poderemos ser. O cansaço de todas as hipóteses…” – Fernando Pessoa.

 

O Estúdio Pau-Brasil foi um dos escolhidos para entrar em uma publicação da Marca da Fantasia que acredita que religião se discute sim, e dá até bons quadrinhos. A HQ “O cara lá de cima” de Amaro Braga, Janaína Araújo e Mariana Petróvana foi uma das selecionadas no concurso Quadrinhos e Ateísmo lançado em Setembro e Outubro de 2013, cujos resultados foram publicados no final do mesmo ano. Apesar de o número de inscritos não render um álbum completo, os 5 aprovados renderam uma edição da Revista Corisco, um palco de exposição para quadrinhos autorais ou experimentais.

"O cara lá de cima!" de Amaro Braga, Janaina Araújo e Mariana Petróvana.
“O cara lá de cima!” de Amaro Braga, Janaina Araújo e Mariana Petróvana.

Contra a expectativa da própria editora (como dito no editorial do concurso) os quadrinhos tiveram uma abordagem mais realista/cotidiana que filosófica e poucos foram os inscritos. Isso denuncia a dificuldade em lidar com o tema, ou um conceito ainda rudimentar: o que é o ateísmo afinal?

Há uma discordância de especialistas até no próprio conceito de ateísmo, e isso se deve as vezes porque os discursos teístas que permeiam a sociedade são os classificadores do conceito. “Ateísmo é a crença de que não existe Deus ou o místico”… ops. Não. Tente de novo. Ateísmo é a FALTA DE CRENÇA em Deus ou no místico. E, embora existam religiões que não acreditam em um deus maior (como o Budismo), ainda são religiões e não “ateus”. Claro, ateus por não terem caráter de grupos de iguais dogmas, vem em todos os tamanhos e cores colecionáveis. Alguns ateus tem um pé no humanismo, outros são anti-religiosos, outros tratam de ciência como se fosse uma fé (como David Hume, Voltaire e Richard Dawkings, por exemplo).

Richard Dawkins, autor de "Deus, um delírio".
Richard Dawkins, autor de “Deus, um delírio”.

A Marca da Fantasia é uma editora independente criada em 1985 e se dedica a HQs, artes e cultura pop, valorizando autores brasileiros em trabalhos experimentais, críticos ou reflexivos através de álbuns, livros e revistas. O último concurso cultural da marca da fantasia tratou de quadrinhos e homossexualidade e os trabalhos selecionados renderam o álbum “Amores plurais”, vendido pelo site da editora.

Logo da editora Marca de Fantasia.

Logo da editora Marca de Fantasia.

A editora, através da escolha de temas transversais para seus concursos, mostra não apenas uma preocupação com a criticidade de seus leitores, como mostra a forte invasão dos quadrinhos em uma zona acadêmica e madura, que é negada naquele velho chavão “quadrinhos é coisa de criança!”. Chegou a vez do ateísmo ganhar uma roupagem experimental no âmbito nacional na história “O cara lá de cima” e nas artes de António Ribeiro, Daniel Linhares,  Jefferson de Lima,  Victor Vladimir, Luiz Fernando, João Eudes, Amilton Duarte, nas páginas da revista Corisco.

"Preâmbulo" de Jefferson de Lima e Victor Vladimir (tirado do site da editora)

“Preâmbulo” de Jefferson de Lima e Victor Vladimir (tirado do site da editora)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s